sexta-feira, 20 de maio de 2016

Oratórios românticos: Christus de F. Liszt


Franz Liszt, húngaro; maçom, revolucionário e adúltero, converteu-se pelas mãos de Pio IX, de quem recebeu as ordens menores; sua música é ultrarromântica; mas seu oratório Christus figura entre os mais belos; 1811-1886. Esta execução que aqui reproduzo foi conduzida pelo maestro húngaro Antal Doráti.


Liszt compondo em um piano de cauda Bechstein nos aposentos vaticanos na presença de S. S. Pio IX.
Imagem capa do jornal alemão ilustrado, para senhoras, Der Bazar, 1869.