sexta-feira, 12 de abril de 2013

Cinema: Rashomon (1950), de Kurosawa

Rashomon (Às Portas do Inferno), filme de 1950 do cineasta japonês, budista e pagão Akira Kurosawa. Mesmo pagão, os filmes de Kurosawa são de grande valor, por "não cairem no ordinário, no comum e abordarem temas como o mistério da presença do mal no mundo" (Carlos Nougué).


"O enredo de Rashomon aborda a natureza humana no que tem de pior, e mostra a mesquinhez dos personagens com diferentes versões de um fato ocorrido, levando o espectador a crer na relatividade das circunstâncias. Mas, no fim, há o resgate da verdade una, o certo como certo e o errado como errado. E a redenção do gênero humano através da caridade e da compaixão. A fotografia é exuberante e a música, belíssima." (Kagimura)